Carlos Magno

Carlos Magno
Em 772, com 30 anos, Carlos tomou o governo de todo o Reino Franco. Com razão Carlos se chama Magno. Mereceu este nome como general e conquistador, como ordenador e legislador de seu imenso império e como incentivador da vida espiritual do Ocidente.
Por seu governo as idéias cristãs alcançaram vitória sobre os bárbaros. Sua vida foi uma constante luta contra a grosseria e a barbárie, que ameaçava a Religião Católica e a nova cultura que nascia.

Nada menos de 53 expedições militares foram por ele empreendidas: 18 contra os saxões, uma contra a Aquitânia, 5 contra os lombardos, 7 contra os árabes na Espanha, uma contra os turíngeos, 4 contra os avaros, 2 contra os bretões, uma contra os bávaros, 4 contra os eslavos, 5 contra os sarracenos da Itália, 3 contra os dinamarqueses e 2 contra os gregos.

No Natal do ano 800, o Papa São Leão III o elevou à dignidade de Imperador, fundando assim a mais nobre instituição temporal da Cristandade: o Sacro Império.

A 28 de fevereiro de 814 Carlos faleceu, depois de ter recebido a Sagrada Comunhão. Foi sepultado, segundo a legenda, em um nicho da catedral de Aix-la-Chapelle, em posição ereta, sentado em um trono, cingindo espada e com o livro dos Evangelhos nas mãos.

É ele o modelo dos imperadores católicos, o protótipo do cavaleiro e a figura central da grande maioria das canções de gesta medievais.
(J.-B. Weiss, “História Universal”)
Cadastre seu email para receber as atualizações do blog Cultura Católica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: