Exame de Consciência e Progresso Espiritual

Exame de Consciência e Progresso Espiritual
Para evitar o contágio de alguma doença, é natural que se tomem todos os cuidados possíveis, todos os remédios prescritos e se façam todos os gastos necessários.

Se para salvar nosso corpo, que é mortal, são normais todos estes cuidados, muito maiores devem ser aqueles a serem tomados para obter a salvação de nossas almas, que são imortais. Infelizmente há muito mais preocupação em salvar o corpo, que morrerá um dia, do que a alma, que deverá prestar contas a Deus. O pecado, para a alma, é um mal análogo à doença que ataca o corpo. Então, que cuidados devemos tomar para evitar esse pecado, que pode causar a morte eterna da alma!…

Consideremos um eficiente remédio que o Venerável Padre Alonso Rodríguez, S.J. (1526 – 1616), nos apresenta para evitar o pecado: o exame de consciência.

Conselho de São João Crisóstomo

“São João Crisóstomo, ao comentar as palavras do real Profeta David (Sal. 4, 5): `Refleti nos vossos corações, nos vossos aposentos’, trata deste exame e aconselha que seja feito cada noite, antes de deitar. E para isso aponta duas boas razões.

“A primeira, é para que no dia seguinte nos encontremos mais dispostos e preparados para não pecar, nem cair nas mesmas faltas que hoje caímos. Porque, tendo hoje nos examinado e arrependido delas, e feito propósito de emenda, claro está que isto servirá como freio para não voltar a cometê-las amanhã.

“A segunda é que, mesmo para o dia de hoje, servirá como freio sabermos que à noite devemos nos examinar, dar conta do que fizemos. Isto nos fará andar com mais atenção e viver com mais recato. Pois, assim como um senhor — diz São João Crisóstomo — não consente que seu encarregado de compras deixe de prestar contas cada dia, para não haver descuidos e esquecimentos que sejam motivo de contas mal prestadas, assim também devemos nos examinar cada dia, para que o descuido e o esquecimento não conturbe as contas que devemos prestar.

Cortar a erva daninha

A alma que não é cuidadosa em examinar-se, é semelhante à vinha do homem preguiçoso, da qual diz o Sábio (Prov., 24, 30-31) que passou por ela e viu que estava caída e cheia de urtigas e espinhos: `Passei pelo campo do homem preguiçoso, e pela vinha do homem insensato; e vi que tudo estava cheio de urtigas, e que os espinhos cobriam a sua superfície, e que o muro de pedra estava caído’. Assim está a alma daquele que não se preocupa em examinar sua consciência, como uma vinha que não se cuida, abandonada, repleta de ervas daninhas e espinhos.

“Nesta má terra de nossa carne nunca deixam de brotar algumas ervas daninhas. Assim, é preciso andar sempre com a enxada na mão, arrancando a má erva e a má semente que brota. Para isto serve o exame de consciência, como enxada, para cortar e arrancar o vício e o mal sinistro que começa a brotar, não o deixando progredir nem criar raízes”.
____________________________
(Ejercicio de perfección y virtudes cristianas, por el Padre Alonso Rodríguez S.J., Editorial Testimonio de Autores Catolicos Escogidos S/A., Madrid, 1985, pp. 402-404).
Cadastre seu email para receber as atualizações do blog Cultura Católica

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: