O Memorare: contrição e confiança ilimitada

Nossa Senhora da MisericórdiaO Memorare: contrição e confiança ilimitada
(Fonte: Revista Catolicismo)

Composto pelo admirável Doutor da Igreja São Bernardo, o memorare é talvez a oração mais cheia de esperança que se conhece na Igreja Católica, porque a afirmação que está nessa prece é a mais categórica que pode haver: “Lembrai-Vos, ó piíssima Virgem Maria, que nunca se ouviu dizer que alguém, tendo recorrido à vossa proteção, fosse por Vós desamparado”.

Se nunca se ouviu dizer que alguém fosse desamparado, eu sou alguém e, portanto, pedindo a proteção dEla, não serei desamparado.

E, portanto, tenho o direito, mas também tenho a obrigação, de não desanimar nunca. Por mais que a minha situação seja difícil, por mais que eu esteja aborrecido comigo e me faça censuras justas, se eu pedir Ela que me ajude, Ela me ajudará. Pode demorar mais tempo ou menos tempo, mas a ajuda d’Ela vem.

Nós estamos muito habituados aos sistemas modernos, por exemplo com a luz. Eu preciso de luz, aperto um botão, inundo a sala de luz; se quero trevas para descansar, aperto o botão, a sala toda fica nas trevas. Há assim uma espécie de automatismo, por onde a vontade de cada um se faz inteiramente.

Então ficamos com a idéia de que uma oração é assim também: eu aperto aqui o botão, peço a Nossa Senhora para me ajudar, ela imediatamente fica obrigada a me ajudar na hora em que eu pedi, ou em que estou esperando socorro dEla; se não ajudar nessa hora está tudo perdido, eu desanimei.

É errado. Nossa Senhora é Rainha, Ela é Senhora. Não tratemos uma senhora como se trata uma empregada. A uma empregada podemos querer dizer: “Sirva-me um café”, e ela tem que ir para cozinha, preparar o café e trazê-lo. É o papel dela, de fazer a vontade do patrão. Mas Nossa Senhora não, nós é que esperamos a honra de vir a ser servos dEla. É muito diferente, é profundamente diferente.

Quanto maior a demora, maior será a graça

Ela pode, para o bem de nossa alma, tardar em conceder-nos a graça que estamos esperando. Mas quanto maior for a demora, maior será a graça.

Portanto, a pessoa nunca pode fazer um raciocínio assim: “Nossa Senhora está demorando muito a atender o meu desejo. Isto quer dizer que Ela não está com vontade de atender, então eu vou desanimar”. É o contrário, isso quer dizer que Ela está querendo me provar, para dar uma graça muito grande.

O sentido das palavras do Memorare

Acho indispensável encorajar a todos, de todo modo e a todo preço, a não desanimarem nunca, nunca, nunca. Peçam a Nossa Senhora que ajude, que ajude, que ajude, e rezem o Memorare, que é tão bonito. Não se deve rezar apressadamente, mas dizer a oração palavra por palavra.

Lembrai-Vos, ó piíssima Virgem Maria

Chama, logo de uma vez, de misericordiosíssima Virgem Maria.

que nunca se ouviu dizer que tenha alguém recorrido à vossa proteção, implorado a vossa assistência, reclamado o vosso socorro, fosse por Vós desamparado. Animado eu, pois, com igual confiança

Quer dizer, com a confiança daqueles que estavam no extremo do comprometimento com o pecado, mas que rezaram a Ela, que foram atendidos.

a Vós, Virgem singular

Quer dizer, Virgem como ninguém foi virgem, Ela é a Santa Virgem das Virgens. É a alusão ao pecado contra a pureza, Ela é a Virgem das Virgens.

a Vós recorro e de Vós me valho

Recorrer é pedir com instância: ajudai-me. Mas me valho de Vós, quer dizer o seguinte: eu alego perante Deus a Vós, dizendo a Ele: “Vós sois meu Pai, tendes o direito de estar zangado comigo, eu bato no peito. Mas Vossa Mãe é minha mãe, e Ela tem para comigo as inclinações, as bondades, as paciências que todas as verdadeiras mães têm para com os seus filhos. Eu espero, portanto, na paciência de Vossa Mãe. Sede paciente para comigo, porque Vossa Mãe o é”.

e gemendo sob o peso dos meus pecados, me prostro a Vossos pés

Fiquem vendo bem que é um pecador tão pecador, que geme pelos pecados que cometeu. Põe-se ajoelhado diante dos pés dEla.

não desprezeis as minhas súplicas, ó Mãe do Verbo de Deus humanado

Quer dizer, não desprezeis as súplicas deste miserável pecador.

mas dignai-Vos de as ouvir propícia e alcançar o que Vos rogo. Assim seja“.

É uma oração lindíssima.
(por Plinio Corrêa de Oliveira)

Cadastre seu email para receber as atualizações deste blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: