Pérolas de sabedoria de Santo Antonio Maria de Claret

Pérolas de sabedoria de Santo Antonio Maria de Claret

No 24 de Outubro festejamos o dia de Santo Antônio Maria Claret. Queria deixar algumas reflexões de sabedoria dele para quem visita esta página.

Santo Antonio Maria Claret

Santo Antonio Maria Claret

De que vale o homem ganhar o mundo, se vem a perder a alma? Esta sentença me causou uma profunda impressão… foi para mim uma flecha que me feriu o coração…”

“Digo a mim mesmo: Um filho do Imaculado Coração de Maria é um homem que arde em caridade e abrasa por onde passa; que deseja eficazmente e procura por todos os meios inflamar o mundo no fogo do divino amor. Nada o detém. Alegra-se nas privações. Enfrenta os trabalhos. Abraça os sacrifícios. Compraz-se nas calúnias e se alegra nos tormentos. Seu único pensamento é seguir e imitar a Jesus Cristo, no trabalho, no sofrimento, procurando sempre e unicamente a maior glória de Deus e a salvação das almas”.

“O que sim lhe digo é que na América há um campo muito grande e muito fecundo e que com o tempo sairão mais almas para o céu da América que da Europa. Esta parte do mundo é como uma vinha velha, que não dá muito fruto e a América é vinha jovem”.

A experiência me ensinou que um dos meios mais poderosos para a propagação do bem é a imprensa, ao mesmo tempo que é a arma mais poderosa para se propagar o mal, quando dela se abusa. Por meio da imprensa pode-se produzir muitos livros bons e folhetos para o louvor de Deus. Nem todos querem ou podem ouvir a divina palavra, mas todos podem ler ou ouvir a leitura de um bom livro. Nem todos podem ir à igreja ouvir a palavra divina, porém o livro irá à sua casa. Nem sempre o pregador pode estar pregando, porém o livro sempre estará repetindo a mensagem, sem nunca se cansar, sempre disposto a repetir a mesma coisa, quer seja lido pouco ou muito, lido ou deixado uma ou mil vezes, não se ofende por isso, permanece o mesmo, sempre se acomoda à vontade do leitor.”

Para ler mais sobre Santo Antonio Maria Claret
Receba as atualizações deste blog diretamente no seu email

Anúncios

São Gaspar de Búfalo anjo da paz, pequeno apóstolo de Roma e martelo dos Carbonários

São Gaspar de Búfalo anjo da paz, pequeno apóstolo de Roma e martelo dos Carbonários

Celebramos no dia 21 de Outubro a festa deste santo cuja atenção me foi referida pela excelente página de Verdades Esquecidas 

São Gaspar de Búfalo

São Gaspar de Búfalo – Missioneiro e Fundador da Congregação dos Missionários do Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo

Missioneiro em Roma e Italia, Fundador da Congregatio Missionariorum Pretiosissimi Sanguinis Domini Nostri Jesu Christi, Congregação dos Missionários do Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo. Belíssimo nome apesar do comprimento, para uma congregação religiosa.

A devoção ao Preciosíssimo Sangue de Jesus Cristo remonta aos primórdios da Igreja, em reverência ao sangue de Jesus Cristo derramado na cruz e também em alusão ao sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo na Eucaristia.

No século XIX, São Gaspar de Búfalo foi o grande propagador desta devoção, cujo reconhecimento pela Sé Apostólica permitiu a composição da missa e ofício próprios por ordem do Papa Bento XIV. Posteriormente, por decreto do Papa Pio IX, a devoção foi estendida à toda Igreja.

Era conhecido como o martelo dos carbonários (a franco-maçonaria italiana), porque combateu com rigor as investidas dos inimigos da Igreja, obtendo muitas conversões de afiliados da sociedade secreta, a maçonaria.

S. Gaspar foi “o verdadeiro e maior apóstolo da devoção ao Preciosíssimo Sangue em todo o mundo”, seu lema era: “falar pouco, falar bem, falar na hora certa.

Ele disse um dia: “Por Nosso Senhor Jesus Cristo temos de fazer muito, depressa e bem.” Ao pregar missões populares sempre era acompanhado de um grande crucifixo.

Depois de garimpar informações na internet a respeito dele, encontrei uma profecia relacionada com tempos futuros e castigos que estão para vir. Como São Gaspar outros santos, beatos, bem-aventurados e místicos também falaram dos três dias de trevas

Profecia de sobre os três días de trevas

A morte dos impenitentes perseguidores da Igreja ocorrerá durante os três dias de trevas,  mas aqueles que veneram o Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo, serão poupados desta catástrofe.

Quem sobreviver aos três dias de trevas e pranto, ver-se-a como único sobrevivente na Terra, pois em verdade, o mundo estará coberto de cadáveres. O mundo não tem visto nada semelhante desde os dias do dilúvio.”

São Gaspar de Búfalo foi beatificado por São Pio X em 1904, e canonizado pelo Papa Pio XII em 12 de junho de 1954. Seu dia de festa, como indicado no Martirológio Romano, é no dia da sua morte, 28 de dezembro, mas não foi incluída no Calendário Romano. Atualmente a festa de São Gaspar de Búfalo é comemorada no 21 de outubro.

A Rainha do Preciosíssimo Sangue, imagem que São Gaspar levava às missões

A Rainha do Preciosíssimo Sangue, imagem que São Gaspar levava às missões

A seguir a consagração ao Preciosíssimo Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo composta por São Gaspar de Búfalo

Consagraçao ao Preciosíssimo Sangue de Jesus Cristo

Senhor Jesus, que nos amais e nos libertastes dos nossos pecados com Vosso Sangue, eu Vos adoro, Vos bendigo e a me consagro a Vós com viva Fé.

Com a ajuda de Vosso Espírito, prometo entregar toda a minha existência, animada pela memória de Vosso Sangue, como um serviço fiel à vontade de Deus pelo advento de Vosso Reino.

Pelo Vosso Sangue derramado pela remissão dos pecados, purificai-me de toda culpa e renovai-me no coração, para que resplandeça sempre mais em mim a imagem do homem novo criado segundo a justiça e a santidade.

Pelo Vosso Sangue, sinal de reconciliação entre Deus e os homens, transformai-me em um instrumento dócil de caridade fraterna.

Pelo poder de Vosso Sangue, prova suprema de vossa caridade, dai-me a coragem de amar a Vós e aos irmãos até a doação de minha vida.

Ó Jesus Redentor, ajudai-me a levar cotidianamente a Cruz, para que a minha gota de sangue, unida ao Vosso, colabore na Redenção do Mundo.

Ó Sangue divino, que vivificais com a Vossa graça o Corpo Místico, transformai-me em pedra viva da Igreja.

Dai-me a paixão pela união entre os Cristãos.

Infundi em meu coração um grande zelo pela salvação de meu próximo.

Suscitai numerosas vocações missionárias na Igreja, para que a todos os povos seja dado conhecer, amar e servir o Deus Verdadeiro.

Ó Sangue Preciosíssimo, sinal de Redenção e vida nova, concedei-me a perseverança na Fé, na esperança e na caridade, para que, por vós escolhido, possa sair deste exílio e entrar na terra prometida do Paraíso, para cantar por toda a eternidade o meu louvor com todos os redimidos. Amém.

Para ler uma história mais completa de São Gaspar de Búfalo